O ENEM 2018 está aí. A prova será realizada nos dias 04 e 11 de novembro, e o último dia reserva uma etapa essencial, que é a redação, cuja nota é fundamental para conseguir uma boa pontuação.

Estar preparado para ela é fundamental, já que pode ser a chave para conseguir aquela vaga que você deseja na faculdade, mas são tantos detalhes, assuntos, cuidados e questões no restante da prova que isso pode parecer muito complicado.

Felizmente, você pode se preparar para a redação ao seguir a algumas dicas simples e práticas. Dessa forma, o melhor desempenho na parte escrita pode fazer toda a diferença em seu futuro acadêmico!

Dicas práticas para mandar bem na redação do ENEM

Com as seguintes sugestões e recomendações, você será capaz de tirar uma boa nota na redação, seja qual for o tema tratado!

#1 – Fique atento às notícias do cotidiano

Essa é uma dica valiosa, já que vários dos temas das redações dizem respeito às notícias que vemos no dia a dia. Os temas das últimas 5 redações foram os seguintes:

  • 2017: Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil

  • 2016: Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil / Caminhos para combater o racismo no Brasil (houve duas aplicações no ano de 2016)

  • 2015: A persistência da violência contra a mulher no Brasil

  • 2014: Publicidade infantil em questão no Brasil

  • 2013: Lei seca no Brasil

Além disso, todos eles disseram respeito ao que acontecia no Brasil. Logo, estar ligado nas notícias do nosso país pode ajudar a ter uma dissertação muito melhor e com mais embasamento.

#2 – Entenda o que é redação dissertativa-argumentativa

A redação solicitada para o ENEM deve ser dissertativa-argumentativa. O termo pode soar um pouco estranho e, por isso, é fundamental saber do que se trata para conseguir atender ao que é pedido.

Basicamente, você precisa trazer sua opinião através da defesa de algum ponto de vista sobre o assunto proposto, com o máximo de embasamento possível para poder validar esse posicionamento.

É como se houvesse o objetivo de convencer, através das suas palavras (dissertação), a pessoa que está lendo sobre a sua opinião, demonstrada através da exposição de informações e pontos de vista (argumentação).

Mantenha esse tipo de discurso durante a sua prova para não fugir do que é proposto e, assim, ter chances de uma nota mais alta.

#3 – Conheça as 5 competências da redação

Dois corretores analisarão a sua prova e darão a ela uma nota baseados em 5 competências, sendo que cada uma delas vale 200 pontos (o que compõe a nota máxima, de 1000 pontos). Elas são as seguintes:

  • 1 – Demonstrar domínio da escrita formal da língua portuguesa;

  • 2 – Entender a proposta da redação e aplicar conceitos de diferentes áreas do conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites da estrutura do texto;

  • 3 – Escolher, relacionar, organizar e interpretar fatos, argumentos, opiniões e dados para defender um ponto de vista;

  • 4 – Mostrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para construir a argumentação;

  • 5 – Elaborar uma proposta para resolver o problema abordado, com respeito aos direitos humanos.

É importante que a sua redação atenda o máximo possível de cada uma dessas competências, o que te dará a chance de um melhor desempenho.

#4 – Analise as redações com nota 1000

A tão desejada nota 1000 é um tanto quanto difícil de se alcançar. 53 pessoas a conquistaram na edição de 2017, número que foi de 77 pessoas em 2016 e de 104 em 2015, ou seja, apenas 234 pessoas nos últimos 3 anos.

Se você quer fazer parte desse seleto grupo de pessoas, ou chegar o mais próximo possível da nota máxima, é recomendável ler algumas dessas redações e analisar como elas foram escritas.

Os assuntos serão diferentes, é claro, mas ao prestar atenção nas formas como o texto foi construído e as ideias foram expostas, você terá boas referências para a sua redação.

#5 – Aproveite o rascunho

É comum pensar que a folha de rascunho é dispensável, ainda mais com o tempo limitado e toda a tensão que permeia a prova, mas acredite: ela é muito importante.

No rascunho, você tem espaço para formular suas ideias, mudar as palavras e fazer todas as alterações que quiser, sem que isso impacte na sua nota, já que ela não é levada em consideração para a nota.

Por isso, sempre que possível, escreva o seu texto primeiro na folha de redação, altere o que achar necessário e, depois, transcreva-o para a folha definitiva. Assim, as chances de errar diminuem drasticamente.

Ah, fica aqui uma dica importante: se cometer alguma rasura na folha definitiva, faça um risco sobre a palavra e continue sua redação. Assim, você mostra para o revisor que aquilo deve ser desconsiderado.

#6 – Escreva uma redação impessoal

É importante adotar uma linguagem impessoal na redação, ou seja, não escrever em primeira pessoa do singular, como se fosse um relato, mas sim na terceira pessoa do plural.

Além disso, também é importante evitar expressões como “eu acredito que”, “na minha opinião”, “eu acho que” e afins, que demonstram incerteza e ainda são veiculadas na primeira pessoa do singular. Assim, agrega-se mais valor à redação.

#7 – Faça a redação no momento que achar melhor

Uma das maiores dúvidas no segundo dia de prova é quanto à escrita da redação antes ou depois da prova, e não há uma resposta definitiva para isso, já que cada pessoa se comporta de uma maneira.

Fazer a redação primeiro fará com que você esteja livre dela e consiga se concentrar nas questões, enquanto deixá-la por último pode aliviar a tensão das questões, embora haja a possibilidade de estar com a mente cansada.

Analise o que parece mais adequado para você e siga em frente. O importante é conseguir terminar a redação na folha definitiva, responder as questões e preencher o gabarito dentro do tempo limite, que é de 5 horas.

#8 – Evite a linguagem coloquial

É normal utilizarmos a linguagem coloquial, também chamada de informal, no dia a dia, onde ela costuma ser bem aceita. Porém, quando se trata da redação do ENEM, é de suma importância usar a linguagem formal.

Gírias e abreviações não são indicadas, já que podem te fazer perder pontos por demonstrar que as normas solicitadas não foram atendidas (de acordo com o que diz a primeira competência que vimos na dica #3).

Para ajudar a entender melhor essa linguagem, leia obras literárias um pouco mais antigas, que costumam utilizá-la.

#9 – Treine muito antes de chegar o dia da prova

Seu desempenho tende a ser melhor se você já tiver passado por aquela situação antes. Da mesma forma que existem simulados na internet ou aplicados fisicamente, é importante praticar a redação.

Por mais que a avaliação do que será escrito dependa do revisor e que seus critérios sejam bastante específicos, o ato de ler sobre algum assunto e escrever uma redação a respeito dele ajudará seu cérebro a estar preparado para o que virá.

Separe alguns temas e escreva redações como se estivesse na sala de prova. Além de ajudar a controlar a tensão no dia, você terá uma boa noção do que deve fazer.

Outra boa dica é fazer cursos de redação e de língua portuguesa, que ajudam a fixar melhor os conteúdos necessários e desenvolver suas qualidades sobre o assunto.

#10 – Mantenha a calma

Por fim, uma dica que não se aplica apenas à redação, mas sim a toda a prova: tente ficar calmo e tranquilo e faça o que for possível para eliminar a tensão.

Você pode levar uma garrafa de água e algumas coisas para comer durante a prova, como balas, bombons e lanches, para amenizar o nervosismo. No caso de alimentos industrializados, como iogurtes, salgadinhos e biscoitos, é importante que a embalagem esteja lacrada.

Além disso, veja o que te deixa mais tranquilo e faça isso antes da prova. Pode ser fazer uma caminhada, ouvir música, cantar ou até mesmo olhar para as nuvens: o que importa mesmo é tentar manter os níveis de tensão controlados.

Consiga fazer uma redação incrível!

Com essas dicas, você poderá obter um desempenho muito bom na redação e, então, aumentar bastante as chances de conseguir uma nota alta para concorrer às melhores vagas nas faculdades e universidades.

Portanto, faça o que estiver ao seu alcance para conseguir uma boa nota, desde estar atento às notícias e entender o que é solicitado até fazer cursos online e relaxar antes de começar a prova. Todos esses esforços serão muito importantes para alcançar seu objetivo!

DEIXE SEU COMENTÁRIO