O YouTube anunciou nesta sexta-feira (09) a suspensão de toda monetização no canal de Logan Paul, um dos maiores criadores de conteúdo da plataforma, e que ultimamente vem se envolvendo em diversas polêmicas ao publicar vídeos com cenas inadequadas e, no mínimo, questionáveis.

Em declaração oficial, o YouTube afirmou que a suspensão da monetização é temporária. Por outro lado, a atitude foi tomada após uma análise do comportamento do criador, que teria exibido um padrão que não só o tornou impróprio para os anunciantes, mas também capaz de causar “danos em potencial à toda a comunidade” da plataforma. Caso essa tendência continue, ele pode ser removido permanentemente do programa de parcerias.

Paul se tornou assunto no começo do ano, quando, durante uma série de vídeos sobre sua viagem ao Japão, esteve na floresta de Aokigahara. Localizado aos pés do Monte Fuji, o local acabou ganhando fama como um local preferencial para suicidas. Em sua visita, o youtuber encontrou o cadáver de um homem que havia se enforcado, mostrando-o sem pudores e tecendo comentários muitas vezes jocosos sobre a situação.

Agora, as novas polêmicas estão relacionadas a maus tratos de animais. Em um de seus vídeos recentes, Paul aparece usando uma arma de choque em um rato morto, enquanto, em outro, tira um peixe vivo de um aquário, simulando um procedimento de ressuscitação. Em sua produção mais recente, ainda, incentiva o uso de armas brancas para proteção pessoal enquanto relata uma invasão à sua casa, na qual um desconhecido dormiu em seu sofá por algumas horas.

Anúncio - POP UP STORE:

Até o momento em que esta reportagem foi escrita, Paul ainda não havia se pronunciado sobre a notícia, que estima-se vai gerar um deficit de pelo menos 1 milhão de dólares/mês na conta corrente do youtuber.

Fonte: The Guardian

(visitas 31 vezes, 1 visitas hoje)

DEIXE SEU COMENTÁRIO