Tempo Estimado de Leitura: 1 minuto

O cantor Sam Smith, vencedor de quatro Grammys contou ao jornal “The Sun”, que um de seus desejos é ajudar as crianças que sofrem diariamente ataques homofóbicos. O cantor que assumiu sua orientação sexual aos 11 anos revelou também que mesmo tendo grande aceitação por parte da família e amigos, foi abusado física e psicologicamente por ser gay, e foi vítima de violência até mesmo na escola, por isso agora quer evitar que outros passem pelo mesmo.

“Vários rapazes de uma escola rival gritavam insultos para mim enquanto voltava para minha casa. Foi uma coisa horrível, não só para mim. Eu sabia que estas pessoas eram estúpidas e mal-educadas”, contou o cantor de 22 anos.

Ele contou também que mesmo quando já era maior, sofreu ataca homofóbico enquanto andava na rua em Londres. “Quando me mudei para Londres levei um murro no pescoço quando estava voltando do trabalho. Foi definitivamente homofóbico. Estava no telefone falando alto e usava um fone rosa, o que deixou claro que e eu era gay”, disse ao jornal.

Fique abaixo com a música “Stay With Me”, um dos grandes sucessos do cantor Sam Smith: