De acordo com a Associação Brasileira de Fabricantes de Brinquedos, o  setor de jogos – tabuleiro, cartas e memória – faturou R$ 567 milhões, em 2017

Em plena era digital, um mercado tradicional vem ganhando força no Brasil: o de jogos de tabuleiro. Antes alimentado pelos amados Detetive e Banco Imobiliário, agora existem uma enxurrada de jogos divertidos e, muitos deles, inspirados em séries televisivas e games famosos. Segundo o site Boardgame Geek, só em 2018 foram lançados mais de 5 mil jogos originais em todo mundo, sendo que mais de 300 deles em versões brasileiras. Na plataforma de financiamento coletivo Kickstarter, a arrecadação para criação de novos jogos foi de mais de US$ 27 milhões – valor que ultrapassou a arrecadação em prol das campanhas dos criadores de videogames, que foi de US$ 15,8 milhões.

No Brasil, a prática está cada vez mais presente nos encontros entre amigos, bares, canais de Youtube e até em grandes eventos. O engenheiro de produção Gustavo Moser, 25 – community & events na Knowledge21 -, conta que ama jogar board game e seus jogos preferidos são os party games – que por aqui custam, em média, R$ 200. “Para fugir dos preços altos e também adquirir jogos que ainda nem chegaram no Brasil eu costumo pedir encomendas aos amigos que vão viajar para o exterior e também uso o compartilhamento de bagagens”, explica.

Gustavo encomendou por meio do aplicativo Grabr – plataforma de compartilhamento de bagagens que conecta compradores a viajantes – o Sheriff of Nottingham: Merry Men – board game que possui cinco módulos que podem ser adicionados ao jogo base e ainda tem a opção de incluir um sexto jogador.

Moser conta que além da economia de preço e da segurança ao receber os produtos, ele ainda virou amigo do viajante. “A minha experiência com o compartilhamento de bagagens foi muito boa, porque recebi meu jogo de tabuleiro rapidamente, com preço acessível e também fiz amizade com o viajante, que até participou de um evento que eu promovi no trabalho. Mantemos contato até hoje”, ele lembra.

O jogo comprado pelo Grabr ficou por R$ 94 já com as taxas – recompensa paga ao viajante  e porcentagem da plataforma.

DEIXE SEU COMENTÁRIO