Tempo Estimado de Leitura: 2 minutos

E mais um caso de homofobia pura acontece para envergonhar o Brasil, um dos mais violentos para a comunidade LGBT no mundo. Desta vez, o um jovem gay de 19 anos foi brutalmente torturado em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte, durante um possível “ritual de purificação”. Homossexual assumido, ele já havia sido agredido por dois homens na semana passada e acredita ser alvo de homofobia. O caso foi registrado na 4ª Delegacia de Polícia de Betim, e é investigado como tentativa de homicídio e crime religioso.

Em depoimento à polícia, a vítima relatou que na última quarta-feira (17), e em plena luz do dia, foi abordado na rua por dois homens que estavam dentro de uma Kombi branca – os mesmos que o agrediram dias antes. Ele teve a barba e os cabelos queimados, os braços machucados e chegou a perder a consciência.

“Eles estavam com facas e me obrigaram a entrar no veículo”, afirma o rapaz, que recebia agressões no abdômen e ao mesmo tempo escutava orações. “Eles pediam perdão pelos meus pecados, pediam que eu fosse salvo”. Após as agressões, os meliantes enrolaram um objeto feito de lã no braço da vítima e atearam fogo. “Desmaiei. Não sei se pelo cheiro da fumaça, pela dor ou pelo estresse do momento”, afirmou o jovem ao jornal.

Jovem gay é queimado vivo em ritual de purificação

A vítima foi abandonada em uma rua próxima do local onde foi abordado e foi socorrido pelo namorado e um amigo. Ao seu lado foi encontrada uma carta, que dizia fazer uma “limpeza em Betim e trazer o fogo da purificação a cada um que andar nas ruas declarando seu ‘amor’ bestial”.

Fonte: Superpride

NOTA: Quando isso vai acabar? Quando a homofobia virar crime e os agressores, assim como vários religiosos (pastores) forem criminalizados por incitar a violência contra a comunidade LGBT. Pense bem, você pode mudar isso na próxima eleição. Hoje foi ele… amanhã pode ser você (se for gay) ou um amigo ou parente. 🙁