Na manhã desta sexta-feira (24), os paulistanos acordaram chocados com um acontecimento da madrugada. Uma mãe teria jogado sua filha de apenas 4 anos do quinto andar de um apartamento no bairro do Jaguaré, na Zona Oeste da capital, e depois botoou fogo no apartamento e também se jogou.

O crime ocorreu em um edifício na Avenida Corifeu de Azevedo Marques. De acordo com a Polícia Civil, a mãe Fernanda Fernandes Garcia, de 29 anos, cortou a tela de proteção da janela e por volta de 0h20 e atirou a filha enrolada em lençóis.

A queda da garota foi amortecida por um carro que estava entrando na garagem e, felizmente, a menina foi socorrida com vida e encaminhada ao Hospital das Clínicas, onde está em situação estável, sem fraturas, apenas para observação. Os PMs acreditam que a menina estava dormindo na hora da queda, pois estava enrolada em um lençol.

Depois de ter jogado a filha, a mulher passou cerca de uma hora trancada no próprio apartamento e ateou fogo às cortinas. Ainda conforme a polícia, Fernanda estava transtornada, portando duas facas, dizendo que iria pular.

Policiais tentaram acalmá-la, mas ela ateou fogo no apartamento, incendiando as cortinas. Assim que os bombeiros entraram no imóvel, Fernanda se jogou pela janela.

Por volta das 12h10, a menina havia saído do pronto-socorro do HC e tinha sido encaminhada para o Instituto da Criança, também pertencente ao hospital. O quadro dela permanecia estável.

A mãe estava inconsciente quando foi resgatada; o Hospital das Clínicas afirma que ela está com múltiplas fraturas e em estado grave.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que, mesmo internada, a mulher foi presa em flagrante por tentativa de homicídio e incêndio. A SSP informou também que a mãe será encaminhada para audiência de custódia, para saber se permanece presa ou não, após alta médica.