Exagerar na comida de vez em quando principalmente em festas não faz mal a saúde, mas o problema é quando essa vontade de comer em excesso torna-se uma compulsão alimentar. Muitas vezes a pessoa com compulsão passa comer quando não está com fome, se alimenta mesmo estando satisfeita e consome alimentos em grandes quantidades em pouco tempo.

O famoso assalto à geladeira durante a noite também pode estar associado a compulsão alimentar, um problema que atinge até 4% da população geral e 6% dos obesos, segundo dados da Associação Americana de Psiquiatria.

De acordo com o nutrólogo Fernando Bacalhau, uma das causas da compulsão alimentar é a dieta restrita. “A dieta restrita impede que o indivíduo consuma os nutrientes importantes para a manutenção da saúde. A falta de carboidratos, proteínas, gorduras a longo prazo pode provocar ansiedade, depressão e compulsão alimentar”, afirma.

Seguir uma alimentação restrita também causa falta de autocontrole, a pessoa pode descontar as emoções na comida e comer em grandes quantidades. “O compulsivo come até não aguentar mais e alguns até passam mal por conta do excesso da comida e não porque tem outro distúrbio como a bulimia”, diz o nutrólogo.

É mito ou verdade?

Para você não ficar mais na dúvida sobre o que pode provocar a compulsão alimentar, o nutrólogo Fernando Bacalhau listou alguns mitos e verdades. Confira:

1) Comer escondido pode ser um sinal de compulsão alimentar
Verdade. Neste caso, o fato de comer compulsivamente escondido pode estar associado a outras doenças.

2) Compulsão alimentar não tem cura
Mito. O tratamento deve ser feito com o auxílio de diversos profissionais como nutrólogo, terapeutas e psicólogos.

3) Comer a cada três horas ajuda a evitar a compulsão alimentar.
Verdade. O ideal é não comer mais de quatro vezes ao dia. Controlar a alimentação e manter esse hábito ajuda a controlar os desejos. Dessa forma, você irá conseguir emagrecer de forma saudável.

4) Carboidrato zero combate a compulsão alimentar
Mito. A falta de qualquer grupo de nutriente na alimentação pode desencadear a compulsão. Por isso, é importante manter alguns alimentos ricos em carboidratos e excluir alguns como o açúcar. Opte pelo arroz integral, legumes, verduras, batata doce, frutas ajuda a evitar a fome e o desejo em comer.

5) A falta de líquidos pode interferir na compulsão
Verdade. Quando o corpo está desidratado o cérebro pode interpretar que está com fome, mas o que realmente ele precisa é só de um copo de água. Por isso, beba líquido com frequência.

Fonte: Dr.Fernando Bacalhau
Dr.Fernando Bacalhau, médico nutrólogo,formado pelo Fapes e pós-graduação pelo curso Longevidade Saudável