Antigamente odiado por quem utilizava, os aparelhos dentários viraram moda de ostentação entre os adolescentes, fazendo crescer um mercado até então inimaginável, a venda de aparelhos dentários falsos.

Os participantes dos “rolezinhos” evidenciaram a moda do sorriso metálico, já que nunca se viu tamanha concentração de jovens com bocas coloridas.

Chamados de “diferenciados” pelos camelôs e lojinhas populares nas ruas do centro de São Paulo, os aparelhos são vendidos elásticos coloridos e trançados diversos. Porém o seu uso traz um risco que obviamente não é anunciado.

Os dentistas alertam que o conjunto de peças coladas e unidas por um elástico ou fio provoca uma movimentação nos dentes. Isso pode causar, entre outras coisas, retração na gengiva e perda óssea e dos próprios dentes.

Hoje se encontra de tudo na rua, material verdadeiro e falso. Estão usando até cerda colorida de vassoura“, afirma o presidente do Crosp, Claudio Yukio Miyake.

O jornal Folha de São Paulo, conversou com um jovem que teve o aparelho colocado por pessoas ditas “dentistas”, ficando claro que o uso era apenas estético “As minas gostam. Todo mundo agora está usando aparelho colorido. Minha mãe ficou louca, quer que eu tire, mas nem a pau [sic]“, disse J.C., 16.

O jovem ainda afirma que não se preocupa com a possibilidade de prejudicar os dentes. “Não fica muito apertado, não.“. Aliás comentários do tipo são comuns. Ainda segundo o jornal, uma menina não queria tirar o aparelho alegando que o namorado gosta de meninas de aparelhos.

O risco sim existe e não é pequeno. O uso inadequado de aparelhos pode trazer problemas de perda de dente, posicionamento errado, problemas na gengiva, entre muitos outros. Recentemente um jovem recebeu a notícia que teria que retirar todos os dentes, justamente por utilizar aparelho falso e sem acompanhamento de um profissional.

Um adolescente que não quis se identificar, resolveu “entrar na moda” e colocou o aparelho. Um amigo levou ele até uma pessoa que vendia e fazia a aplicação em seu domicilio.

Desconhecendo os riscos que esse tipo de material pode causar, com o passar do tempo o jovem começou a sentir fortes dores na boca e tudo piorava quando ele fazia suas refeições. O caso estava se agravando quando a mãe do rapaz teve que levá-lo ao pronto socorro. Chegando lá, ele entrou numa sala cirúrgica e por causa de sua vaidade teve três de seus dentes contaminados pela cola utilizada na colocação do aparelho.

Algumas enzimas liberadas pelo produto condenaram a raiz de um canino e de dois molares, foi necessário realizar a extração de cada um deles para que o jovem não sentisse mais dores.
Ele foi liberado e vai ter que colocar implantes para voltar a ter um sorriso normal.