Ei, meu nome é Kimberlly. Sei que ninguém vai ler, só gostaria de desabafar um pouco… Tenho 13 anos, sim sou nova! Me corto desde quando tinha 11 anos de idade… Motivo? Hmmm, vários! Eu era bem gordinha aos 9 anos, e já tinha espinhas. Coisa que não é normal quando se é criança. Enfim, as pessoas riam de mim, davam apelidos maldosos e etc.

No começo, não me incomodava isso, até que começou a ficar sério. Não tinha mais vontade de sair de casa, de ir a escola. Só ficava trancada dentro do meu quarto, várias vezes pensava em me cortar, mas eu achava que isso não era motivo o suficiente. Até que meus pais começaram a discutir, era briga todo dia, ameaças, gritos, ofenças e viaturas ao redor da minha casa já tinham virado rotina.

Quando fiz 10 anos, minha irmã nasceu! Pensei que com a chegada dela tudo iria melhorar.. pensei errado! Tudo piorou. Até que quando fiz 11 anos, meus pais se divorciaram. E para minha mãe eu represento um pedaço do meu pai na vida dela, deve ser por isso que ela me maltrata tanto desde então. Ela sempre me diz que me odeia, que sou igual meu pai, que sou uma inútil, e que se eu morresse pra ela não iria fazer falta. Dai surgiu a ideia, comecei a me cortar, mas não tinha intenção de me suicidar, e sim, de expressar o que sentia. E não parei mais.

Comecei a cobrir os cortes com maquiagem, pulseiras e etc. Cada vez que vejo os cortes, lembro de cada momento que passei, e que não fui forte o suficiente para passar por cima deles de cabeça erguida.

A única coisa que eu quero, é alguém que me entenda, que me abraçe e diga: Vai passar.

Você quer enviar o seu relato pessoal, seja sobre depressão, amor, bullying ou briga com a BFF? Acesse aqui e deixe sua história.