Em um pais onde juízes aprovam a “cura gay” e pastores incitam a violência contra a diversidade, o que era para ser um momento de descontração e diversão com os amigos acabou se tornando em mais um caso de violência e homofobia.

A vitima desta vez, mais uma, foi o youtuber Victor Meyniel que publicou uma foto em seu Twitter com o rosto ensanguentado após ter sido atacado no Rock in Rio.

victor_meyniel-450x600

Pra quem diz que homofobia não existe, bom dia e boa semana”, disse Victor avisando ao seus seguidores que apesar do episódio tudo já está bem. “Violência não tem justificativa”, afirmou.

Meyniel continuou relatando o caso no Twitter. “O pior era o cara que acobertou ele, que é GAY, e ainda assim, mesmo não sabendo o que aconteceu, acobertou ele porque agencia ele“.

Apesar da denúncia na rede social, o Youtuber não citou os nomes dos envolvidos no caso. A mãe de Meyniel, Regina Meyniel, postou no Twitter que estava tudo bem e que ele esclareceria o acontecido depois.

Amigos e celebridades começaram a mandar mensagens positivas para o jovem que foi orientado por muitos a fazer um boletim de ocorrência.