Home - Cotidiano - Adolescente é espancada em escola por ser muito bonita
Agressao colégio Limeira - Bullying

Adolescente é espancada em escola por ser muito bonita

Uma estudante de 15 anos que foi agredida dentro da sala de aula por ser bonita. Estudante da Escola Estadual Castelo Branco, em Limeira, a jovem foi espancada nesta quarta-feira (08) na saída para o intervalo das aulas por pelo menos duas meninas. A adolescente sofreu ferimentos no rosto e no pescoço. Além de tapas e socos, uma tesoura chegou a ser utilizada pelas agressoras.

As menores foram identificadas através de vídeos gravados pelos próprios alunos. E segundo a delegada Andrea Arnosti, responsável pela apuração do caso, elas responderão por lesão corporal dolosa e foram colocadas à disposição da Vara da Infância e Juventude da cidade. Uma delas, segundo a polícia, já tem passagem policial pelo mesmo delito.

limeira_1-2068122 Adolescente é espancada em escola por ser muito bonita - Portal Ligação Teen

Segundo um companheiro de sala da vítima, ouvido pela UOL, as agressoras há muito tempo vinham ameaçando a adolescente. “Ela não é a pessoa mais amada da sala, muitos acham ela meio metidinha. As meninas que bateram viviam ameaçando, mas ninguém achou que ia acontecer algo como o que aconteceu“, disse.

Segundo o pai da estudante, ela era vítima constante de bullying na escola. Ele diz que, há uma semana, foi chamado pela direção e informado que as colegas de classe haviam ameaçado cortar o cabelo de sua filha. “Ela chama muito a atenção. Essa situação não é uma novidade, mas isso passou de qualquer limite. Por mais que existissem problemas, a escola não pode permitir que uma estudante seja espancada da forma como ocorreu“, disse.

A jovem ainda pretende voltar às aulas na mesma escola estadual em Limeira. “Não vou dizer que estou tranquila, mas sei que é importante estudar e vou voltar. Só espero que não apanhe de novo“, disse à reportagem do UOL.

Sobre Fabiano Matos

Idealizador do Portal Ligação Teeen. Acredita que a idade não está no RG, mas sim nos atos e cabeça de cada um. Curte tecnologia e é vidrado no mundo do entretenimento pop, principalmente cultura teen e street. Onde me encontrar? O mundo é minha casa, mas o facebook, o meu diário.

Check Also

Ariana Grande escreve carta emocionante sobre o atentado terrorista; Confira a versão traduzida

A cantora Ariana Grande, nesta sexta-feira (26) usou o Instagram para escrever uma carta aberta aos …

  • luiz

    Os deputados e ou senadores deveriam criarem uma lei para instalação de duas ou quatro câmeras com gravação de áudio em cada sala de aula, pátio da escola e exterior das escolas, além de contratação de vários inspetores para cada escola. Para não ser o caso de ter que expulsar os agressores da escola, independente se são menores ou não, deveria sugerir aos pais dos agressores e aos próprios agressores pedirem desculpas à vítima em público, ou seja, na frente da sala de aula ou no mínimo pedir desculpas em particular com a própria vítima. Já se for maior de 18 anos (ou 16 anos como querer implantar no Brasil) já podem responder a processo criminal e até serem presos conforme o caso. O ideal seria primeiro cada escola ter uma diretoria comprometida com a boa educação acadêmica e social dos alunos e um serviço de orientação moral e ética ou psicológicas aos estudantes para que não venham a fazer buling uns com os outros e orientá-los sobre as punições que poderão sofrer caso venham a descumprir as regras.